Missão Vida

Portuguese flagEnglish flag

Fique por dentro

Cinco Passos de como abordar um mendigo

25 de abril de 2010 | 00h05

A solidariedade e o amor ao próximo são sentimentos que devem ser cultivados em nossas vidas. Enxergar o sofrimento alheio é uma forma de olharmos além de nossos próprios problemas e isso cria a predisposição de agir na tentativa de amenizar a dor do outro.

Quem percebe e se comove com a dor de um morador de rua, com certeza procurará maneiras de ajudá-lo de forma prática, não só com palavras e não só com o Pão. É importante lembrar, entretanto, que esta ajuda pressupõe agirmos com sabedoria e prudência, conforme o próprio Jesus nos ensinou.

Seguem algumas dicas que podem ajudar você no exercício do amor ao próximo direcionado ao morador de rua:

1. Posso abordar um morador de rua sozinho? Quando Jesus enviou os discípulos, conforme está escrito no livro de Mateus versículo 10, Ele enviou de dois em dois. Não é prudente aproximar-se sozinho e, no caso das mulheres, seria bom que contassem com a companhia de um homem.

2. Como abordar? A Bíblia fala que o amor de Deus nos constrange e, sem dúvida alguma, o nosso amor demonstrado na educação e respeito na abordagem positivamente. Não existe uma receita para a abordagem. Pelo contrário. Seja o mais natural possível, como se estivesse falando com qualquer outra pessoa. Demonstre seu interesse, respeito e afeto e seja sincero e verdadeiro.

3. O que falar? Procure desenvolver um relacionamento de amizade e confiança. Nunca prometa algo que você não tem condições de cumprir. Muitos moradores de rua estão frustrados por promessas não cumpridas e falsas expectativas provocam mágoas e perda da confiança. Fale do plano de Salvação, que Jesus o ama, tem interesse na vida dele e em tirá-lo da rua. Renove as esperanças dessa pessoa e cite o exemplo de um ex-mendigo recuperado. Ore com ele mantendo os olhos abertos, pedindo ao senhor que o abençoe, proteja e que ele possa ter disposição de sair das ruas e aceitar ajuda. Se você conhece alguma casa de recuperação de confiança em sua cidade, indique-a. Se não conhece, procure descobrir e retorne com o endereço.

4. Como fazer o convite para o programa de recuperação? Fale da possibilidade de recuperação e, se o mendigo demonstrar interesse, escreva o endereço de uma casa de recuperação em sua cidade e entregue a ele. Você também pode levá-lo à instituição. No entanto, a maneira mais adequada é entregar o endereço, pois se ele realmente quiser sair das ruas, ele irá. Se na sua cidade não houver uma casa de recuperação confiável, antes de enviá-lo para outro município, é melhor você verificar se ele realmente tem interesse real em se internar. Você pode verificar isso marcando horários com ele e observando sua vontade e perseverança nesse processo por um período de 30 a 60 dias. Antes de prometer enviá-lo a uma casa de recuperação, verifique se existe a vaga e se ele tem o perfil do público atendido por esta entidade. Mais uma vez: as promessas não cumpridas podem gerar mais frustração e desconfiança.

5. E se ele não aceitar minha ajuda? Existem moradores de rua que o Programa SSS – Sopa Sabão e Salvação tem contato há mais de 10 anos. Eles recebem a sopa, ouvem os voluntários e, mesmo assim, não aceita qualquer outro tipo de ajuda. O importante é nunca desistirmos da vida dele e deixar claro que, quando ele quiser, as portas estarão abertas. Não podemos fazer escolhas por outras pessoas, nem forçar o outro a mudar sua vida. Quando um familiar pede para internar alguém, nossa primeira pergunta é se a pessoa realmente quer, se tem disposição em obedecer às ordens da casa e seus responsáveis, se tem interesse em mudar de vida. Se a pessoa não quiser, não deve ser forçada, pois a própria Bíblia ensina que “cada um dará conta de sua própria vida”.

O mais importante é não sermos omissos diante do sofrimento alheio e oferecermos ajuda, pois fazendo assim cumpriremos nosso papel de cristãos, dando a oportunidade para que muitas pessoas mudem de vida e encontrem Jesus Cristo. Se você quer iniciar um trabalho contínuo com população de rua, sugerimos que a equipe faça um treinamento na Missão Vida, onde serão tratados outros detalhes importantes desse processo de abordagem, encaminhamento ou tratamento. Esse treinamento básico é realizado anualmente e tem duração de três dias, incluindo hospedagem e alimentação. Segue, em anexo, o folder do próximo Seminário de Ação e Adoração.

E, por fim, ore a Deus que o oriente, capacite e dê sabedoria e perseverança neste trabalho. Que Deus o abençoe e recompense por sua disposição em servir.

No amor precioso de Cristo.

26 Comentários

  • Moacir Quissi
    27 dezembro 2011 | 22h31

    estas dicas foi muito bom, iniciei um trabalho com o café da manhã mais interrompi por falta de orientação e incentivo, através de um amigo acessei este site e fiquei muito feliz quando encontro pessoas preocupadas com os excluídos, precido fazer este seminário para entender melhor sobre este assunto… Deus os abençôe

  • 17 janeiro 2012 | 08h21

    De forma decisiva e resoluta, como deve ser para um herói, nesses tempos de mais ou menos e muita enganaÃ

  • CRISTINA FONSECA
    13 fevereiro 2012 | 22h27

    Boa noite,não consegui ver o anexo do folder do próximo Seminário.Gostaria que me enviassem todas as informações possíveis,pois tenho grande interesse nesse assunto.Desde já agradeço sua atenção,fico no aguardo de uma resposta.

  • Erivaldo da Costa Alencar
    03 abril 2012 | 17h45

    o que a, Humanidade precisa conhecer é o Amor de JESUS, não só de palavras mas de ação.e isso só é Posivel quando colocarmos em pratica o Amor de JESUS, pois Ele mesmo falou. Porque o Filho do Homem veio buscar e salvar o perdido. Lc.19.10.

  • FRANCISCO ASSIS GNOATTO
    28 maio 2012 | 20h52

    GOSTARIA DE SABER QUANDO SERÁ O PROXIMO TREINAMENTO?

  • Eliane de Jesus Menezes
    04 junho 2012 | 10h04

    Prezados,

    Estou interessada em fazer o treinamento, por favor envie e-mail com mais esclarecimentos para eu estar me organizando e assim poder participar com os dias que tenho de férias em 2012.

  • Elaine Cristina de Oliveira Dias
    10 julho 2012 | 22h39

    Parabens pela organização, realizo estagio de serviço social com pessoas em situação de rua. Portanto é de suma importancia obter mais informações.
    Qual o responsavel para fazer a capacitação, dia e horario, aguardo a resposta. Muito Obrigada.

  • LEONICE EIGENMANN
    07 agosto 2012 | 12h20

    BOM DIA AMADOS,ESTOU DE PASSAGEM POR ANAPOLIS, E TENHO NECESSIDADE DESSE CURSO DE 3 DIAS,POR FAVOR,PODEM ME ENVIAR AS INFORMACOES DETALHADAS, E QUAL A POSSIBILIDADE DE ESTAR COM VCS AINDA EM SETEMBRO,POIS TENHO QUE SAIR DO BRASIL DIA 28 DE SETEMBRO.SOU GRATA POR VOSSA ATENCAO.DEUS VOS ABENCOE.

  • 10 agosto 2012 | 07h43

    Irmã Leonice,

    Já enviamos o e-mail com as devidas informações.
    No amor de Cristo,

    Depto. de Comunicação

  • Alfeu Macário da Silva
    10 agosto 2012 | 15h06

    Prezados,

    Estou interessado em fazer o treinamento, por favor envie e-mail com mais esclarecimentos .
    grato, em cristo
    Alfeu

  • ISABEL MAGALHAES
    30 dezembro 2012 | 22h10

    BOA NOITE!

    GOSTARIA DE SABER MAIS DETALHES DESSE “CURSO”, NAO CONSEG VISUALIZAR O FOLDER EM ANEXO.

    GRATA

  • André Chagas
    08 janeiro 2013 | 12h59

    Boa tarde!

    Também gostaria de obter detalhes sobre o treinamento.

    Obrigado.

  • ana
    03 março 2013 | 01h07

    Por favor,gostaria de saber quando a pessoa e morador de rua e tem problemas de surtos,nao sei bem,nao e droga nao,mas tenho um pouco de medo,pois ela fala sozinha,
    e as vezes um pouco agressiva.sao paulo existe algum lugar para esse tipo de paciente?

  • tyago
    01 abril 2013 | 11h15

    desejo muito fazer parte de um projeto de restauração de
    vidas pois tenho muitas ideias e gostaria
    de aplicar a palavra de deus com sabedoria
    não só com palavras mas com atitudes e
    ir alem dos limites com a força de deus
    deus abençoa todos
    desde já agradeço!!!!!!!!….

  • Camila
    14 abril 2013 | 13h38

    Boa Noite Sou Moradora de Aracruz e com o apoio de outras pessoas venho através desta mensagem pedir encarecidamente a TV Gazeta um apoio ou colaboração para uma pessoa que se encontra em um estado lamentável ( sem moradia, com braço e perna esquerda amputadas, sem condições nenhuma ) em nossa cidade . Há alguns dias ao passarmos na rua nos deparamos com esse morador de rua chamado de Pablo Souza Silva assim dito Pelo mesmo. Tomamos a decisão de ir até ele para saber um pouco mais de sua história, Pablo nos relatou que é morador de rua desde criança, não conhece sua família, já morou em outras cidades, não é alcoólatra, já foi agredido pelas ruas, e em um acidente veio a ser atropelado perdendo seu braço e sua perna. O mesmo não possui documentos o que dificulta conseguir benefícios como aposentadoria por Invalidez. Ficamos sensibilizado com sua história pois além de se encontrar neste estado sofre preconceitos de alguns moradores. E com isso faz com que tenha medo de pedir ajuda e até mesmo de ser ajudado, mas o que não podemos é continuar ver uma situação dessas e não fazermos nada.

    Como podemos ajudar???

  • Pablo Nascimento
    11 maio 2013 | 23h47

    Boa noite parabéns pelo trabalho de vc,s… estou querendo saber qual o proximo curso!!!! que a paz do senhor esteja convosco.

  • marli dos santos
    16 julho 2013 | 16h35

    então minha irmã mora na rua e e difícil mantê-la o que faço par ajuda-la tem a posentadoria do meu pai que podia passar para ela mas ele morreu faz algum tempo e eu não consigo fazer nada por ela e nao consigo segura -la em casa ela surta um pouco e fica brava quando mando tomar banho para poder entrar em casa moro com meus filho e netos fica difícil e tenho problemas de consciência com isso o que faço ela esta com 64 anos moro em Tucuruvi e ela vive no metro preciso dar um jeito antes de morrermos pois sou aposentada já me sinto cansada …imagina ela há quase 30 anos na rua….ela tem uma filha formada ,que já tentou internar numa casa de repouso ela fugiu pagar um pousada e ela não quiz

  • pr. Robson
    15 agosto 2013 | 10h18

    Gostaria de saber se haverá treinamento para a Bahia? se houver qual a data? no aguardo…

  • Josiane
    20 agosto 2013 | 15h56

    Boa tarde, gostaria de participar desse curso. Como faço?

    Obrigada Deus abençoe vc´s.

    Josiane

  • 21 agosto 2013 | 10h48

    Prezados, bom dia.
    Peço a gentileza de enviarem o arquivo com a ficha de inscrição para o 7º congresso – 2013.

    Um abraço,
    Edilson

  • Carolina Silva Pereira
    16 outubro 2013 | 12h38

    Bom dia!

    Por favor, peço que me orientem a respeito do que devo fazer para participar do próximo treinamento de vocês. Quero muito participar desta obra, mas também quero estar bem preparada para que isso aconteça.
    Agradeço,

    Carolina

  • TATIANEMENEZESDA SILVA
    19 dezembro 2013 | 17h34

    trabalho sincero e puro quando colorcamos o amor e primeiro lugar porque sem amor todos os dons seria sem sentido!tenho um noivo assim que passou pela experiencia mas eu que creio que vai voltar para segunda chance de DEUS!TATIANE MENZES DA SIVA!

  • Claudia Martinez
    02 janeiro 2014 | 13h42

    Trabalhei com pessoas em situação de rua por 9 anos, sou psicologa e estou iniciando uma casa para pessoas em situação de rua alcoolatras e doentes, gostaria de obter maiores informações.

  • carlos antonio olegario de oliveira
    01 fevereiro 2014 | 16h01

    Queridos bom dia, estou feliz em poder participar desse pequeno comentário sou carlos moro em Manaus amazonas tenho um pequeno trabalho mais sinto o desejo e a necessidade de aumentar esse projeto que deus tem colocado no meu coração hoje levo eles para minha casa mais não esta mais dando certo peco que se por ventura lerem minha mensagem entrem em contato comigo aqui em Manaus esse serviço e muito carente e estou desejoso de servir ao senhor nessa área meu telefone e 092 93010836 obrigado fico no aguardo que deus seja louvado

  • Maria Luiza de Araújo Silva
    11 março 2014 | 15h18

    Gostei muito das explicações, preciso muito da ajuda de vocês ,sou orientadora social e tenho dificuldades em lidar com abordagens social preciso de uma capacitação ,me avisem quando tiver e se tem custo Grata MARIA LUIZA

  • mauricio
    28 março 2014 | 20h23

    a cada dia eu fico muito feliz pelo sopao do morador de rua

» Deixe seu comentário